quarta-feira, 1 de julho de 2009

Anos setenta. Outros tempos.


Encontros na Cerdeira. As férias eram em Agosto, mês da festa da padroeira, a Senhora dos Milagres. A foto, de um ano incerto, foi tirada num caminho paralelo ao Ceira, onde hoje está a praia fluvial, em Góis.
Era um tempo de sorriso fácil e sincero. Não se comparavam as vidas. Não cochichavam nas costas. Todos conhecíamos todos, os respectivos caminhos percorridos (mais ou menos) por cada uma das famílias. Sentia-se que havia amizade, abertura e alguma transparência nas relações. Éramos bons companheiros de farras. E este grupo de primos, durante alguns Agostos juntou-se na Cerdeira, em saídas até Góis e arredores. As estradas eram curva-contra-curva, estreitas, serpenteavam mata da serra abaixo. Íamos devagar, em bicha de pirilau ... e os carros -3 ou 4 - iam apinhados, porque havia sempre alguém em férias sem carro, que pedia boleia até ao rio. Outros tempos. Outras vontades. Outras vivências. Outros saber estar.
Na foto: Ivone, Manuel, Américo e Maria dos Anjos (Bia para os íntimos), Sérgio, Paulo (), Canoa e Lucília. A menina é a Xana e o *bigodes* o Marido. Eu, cliquei.
Canoa faleceu ainda novo. Muito divertido, recordo-o no seu Mercedes amarelo ... Ivone e Manuel também já nos deixaram.
Fica a lembrança. Fica a saudade.

Sem comentários:

Publicar um comentário