quarta-feira, 5 de maio de 2010

Saudade destes momentos

Ano de 1998, Setembro. Fim de férias.
Então ó Palmira, vou-me embora e não fazemos nenhum pic-nic? Ó coisa, isto é que é uma «bida»! Então não? Olha, é já amanhã que não temos mais fim de semana nenhum. A minha cunhada também se «bai» embora ... eu faço aqui um lanche e «bamos» comê-lo por aí.
E no último Domingo de férias, depois de almoço, uma carrinha «fór-transito» com uma «carrada» de gente e petiscos saiu da Póvoa, foi estrada fora e depois cortou por aceiros, connosco atrás noutro carro, tumba-catrapumba, até pararmos num local fresco, debaixo de um eucaliptal frondoso. Saímos dos carros. Olhei e ouvi um regato de água de nascente a cantar, um chão direito e limpo e um abrigo em tijolos de onde foi tirada a mesa-que-está-sempre-pronta-para-lanches.
E eu: juntem-se para a foto. Afonso ficou a refilar, que daí a bocado era noite. Claro. O sol já não batia em nós, mas na copa do arvoredo. Tivéssemos ido mais cedo ...
Foi na Ribeira d'Amieiro e em pé estão J.P.-o-senhor-meu-pai, Manuel Oliveira do Vale d'Abilheira, Palmira, Marido, Gracinda, Afonso, Casimiro e Suzete-a-senhora-minha-mãe. Sentada está uma irmã de Palmira, mulher de Manuel Oliveira, que por muito que puxe pela cabeça, não me sai o nome. Tenho de telefonar lá para cima...
Todos os nossos lanches ou pic-nics mereceram um clic, para mais tarde recordar. Essa foto que mudei para Sépia, mostra um grupo de amigos e familiares que se querem bem.
No ano seguinte, de novo em Setembro, levei uma cópia desta foto para os 3 casais. Porque conta uma estória. Foi a última foto com a presença do senhor meu Pai, nos belíssimos momentos de férias que ele adorava, passados durante muitos anos com nossos primos Afonso e Palmira, na Serra da Lousã.

PS - A minha prima Palmira sabe que eu me meto com ela por causa da troca dos *v's* pelos *b's* :)

Sem comentários:

Publicar um comentário