quarta-feira, 16 de março de 2011

Há muito, muito tempo, era eu uma adolescente

Olhei a foto e pensei se a iria pôr aqui. Teria de a scanar... e contar duas estórias.
Uma, o local e a altura. Queluz de Baixo, 1974, antes do Abril. Dia de confirmar, com um almoço, o convite dos senhores meus Pais aos Primos «Coutinho da Rocha», para serem meus padrinhos de casamento daí a uns meses.
Outra por causa da Moda. O que é a moda? Um cíclo.
Lembro-me muito bem o que vesti. Um fato, de calças e casaco de bandas largas. Na foto, as calças em flanela de lã, de cor castanha chocolate, com risca de giz, largas em baixo. O colarinho grande da blusa de cambraia creme, de mangas tufadas, difícil de passar a ferro e que se machucava logo que vestida. Camisola de lã fina, da mesma côr da blusa, com decote redondo e meia manga. Relógio de mostrador grande e correia de veludo preto. Sapatos com cunha e presilha, de salto largo e baixo, em camurça preta.
Apenas com 20 anos de idade, a mesma altura de hoje, cinquenta e poucos quilos de peso.
Sempre gostei desta foto. Sou eu e era assim, meia menina, meia mulher.
Sorriu-me, tenho de deixar escrito que estou a sorrir. Porquê? Porque comparo-me. A maioria de nós sofre um aumento de peso com o passar dos anos. Apenas devido à força da gravidade, que nos puxa e prende ao chão desta nossa aldeia global de nome Terra.
E mais não digo.

Posted by Picasa

Sem comentários:

Publicar um comentário